Todas mortas e (quase) esquecidas. 50 pessoas que contribuíram para fazer a Galiza como é

Todas mortas e (quase) esquecidas. 50 pessoas que contribuíram para fazer a Galiza como é

Editorial: Através Editora
Colección: Através de nós
Autor: Henrique Egea Lapina, Carlos Francisco Velasco Souto, Xosé Estévez Rodríguez, Uxío-Breogán Diéguez Cequiel
ISBN: 9788416545575
Edición: 1ª (xullo 2021)
Páxinas: 230
Dimensións: 140 × 210 cm

15,00 

Neste momento non temos existencias. Inclúao no carriño e enviarémosllo canto antes

Na história das noçôes, existe um acumular de figuras. O caso de Galiza nâo é excecional. Algumas ganharam destaque nos manuais escolares, nas estátuas e nas plaças, bem como nos nomes das ruas. Mesmo assim, uma naçâo sem estado tem sempre uma grande dificultade pra divulgar as pessoas que protagonizam a sua história. Nâo é por acaso que non título deste livro, “Todas mortas e (quase) esquecidas”, a palavra quase surge, entre parênteses, para evidencias que os saberes nâo sâo comuns, nem em quantidade nem em qualidade. Este livro tenta, precisamente, dar luz a este âmbito do saber histórico e, dando a conhecer pessoas concretas, ilustrar melhor os tempos históricos que nos precederam, ou, nas palavras do historiador Marc Bloch, “A incompreesâo do presente nasce fatalmente da ignorância do passado”.

Reseñas

Aínda non hai valoracións.

Sé o primero en valorar “Todas mortas e (quase) esquecidas. 50 pessoas que contribuíram para fazer a Galiza como é”