La imagen con verialID c14158 ya existe en WPLa imagen con verialID c14158 no existe en WP y se vuelve a subirSe ejecuta wp_handle_sideloadLo ha ejecutadoComo não ser, tranquilamente, human@s. Técnica e política da Antiguidade à era neoliberal – BiblosClube

Como não ser, tranquilamente, human@s. Técnica e política da Antiguidade à era neoliberal

Como não ser, tranquilamente, human@s. Técnica e política da Antiguidade à era neoliberal

Procura a relação entre a concepção da técnica, o antropocentrismo e o pacto social, que envolve, não só o âmbito deliberativo da constituição da cidadania, referente ao logos, mas a distribuição de funções, quer dizer, o trabalho. Se numa origem a técnica era concebida como pré-humana, posteriormente passa a ser entendida como uma capacidade do antropos, inaugurando o humanismo. Porém, na atualidade, a tecnologia e tecnociência, mesmo com capacidade para alterar a própria ontologia, parecem tornar-se algo autónomo, alheio ao humano. Porém, não faz mais parte do pensamento cósmico antigo (Nous), mas da estrutura produtiva do capitalismo, que naturaliza os processos do humanismo e permanece ancorado no niilismo negativo e reativo dos últimos humanos.

Editorial: Através Editora
Autor: Rebeca Baceiredo
ISBN: 9788416545568
Edición: 1ª Xullo 2021
Páxinas: 232
Dimensións: 140 × 210 cm

15,00 

1 dispoñibles

Procura a relação entre a concepção da técnica, o antropocentrismo e o pacto social, que envolve, não só o âmbito deliberativo da constituição da cidadania, referente ao logos, mas a distribuição de funções, quer dizer, o trabalho. Se numa origem a técnica era concebida como pré-humana, posteriormente passa a ser entendida como uma capacidade do antropos, inaugurando o humanismo. Porém, na atualidade, a tecnologia e tecnociência, mesmo com capacidade para alterar a própria ontologia, parecem tornar-se algo autónomo, alheio ao humano. Porém, não faz mais parte do pensamento cósmico antigo (Nous), mas da estrutura produtiva do capitalismo, que naturaliza os processos do humanismo e permanece ancorado no niilismo negativo e reativo dos últimos humanos.

Reseñas

Aínda non hai valoracións.

Sé o primero en valorar “Como não ser, tranquilamente, human@s. Técnica e política da Antiguidade à era neoliberal”